Oxitocina

Oxitocina
Você é, agora, a coisa mais importante do mundo para mim. A mais importante de toda a minha vida s2

terça-feira, 26 de julho de 2011


TESTE
APARÊNCIA  
[ ] Sou mais baixo do que 1,54. 
[x] Eu acho que eu sou feio às vezes. 
[x] Tenho muitas cicatrizes. 
[ ] Eu me bronzeio facilmente.
[x] Eu queria que meu cabelo fosse de uma cor diferente. 
[ ] Eu tenho amigos que nunca viram a minha cor natural de cabelo. 
[ ] Eu tenho uma tatuagem
[ ] Gostaria de fazer uma cirurgia plástica se fosse 100% segura, livre de custos, e scar-livre. 
[x] Já me disseram que eu sou atraente e quem disse foi um estranho. 
[x] Eu tenho 2 piercings. 
[x] Tenho piercings em locais além de meus ouvidos 
[ ] Eu tenho sardas. 
  
FAMÍLIA 
[x] Eu já fugi de casa.
[ ] Eu fui expulso da casa. 
[ ] Meus pais biológicos estão juntos. 
[x] Eu tenho um irmão mais novo 
[x] Eu quero ter filhos um dia. 
[ ] Eu quero adotar um dia. 
  
ESCOLA/TRABALHO 
[x] Eu ainda estou na escola. 
[ ] Eu tenho um emprego. 
[x] Eu caí no sono no trabalho / escola. 
[ ] Eu quase sempre faço meu dever de casa. 
[x] Eu perdi uma semana ou mais de aula. 
[ ] Eu estive no quadro de honra nos últimos 2 anos 
[ ] Eu roubei algo do meu trabalho 
[ ] Eu fui demitido. 
  
VERGONHA 
[x] Filmes da Disney ainda me faz chorar. 
[x] Eu ri tanto que chorei. 
[ ] Eu ri até algum tipo de bebida saiu do meu nariz. *morri*
[ ] Eu já rasguei minha calça em público. 
 
SAÚDE 
[x] Eu nasci com uma doença ou deficiência. 
[x] Eu levei pontos em cortes. 
[ ] Eu quebrei um osso. 
[ ] Eu tive minha amígdalas removidas. 
] Quando criança já fiquei internada por um longo tempo
[ ] Eu fiz uma cirurgia grave. 
[] Eu tive catapora. 
[x] Eu tenho / tinha asma. 
 
 VIAGEM 
[ ] Eu dirigi mais de 200 milhas em um dia.  
[ ] Eu fui para o Canadá. 
[ ] Eu fui para o México. 
[x] Eu viajei pelo meu estado 
[ ] Eu fui para o Japão. 
[ ] Eu já comemorei o Mardi Gras em Nova Orleans. 
[ ]
 Eu fui para a Europa. 
[ ] Eu fui para a África. 
  
EXPERIÊNCIAS 
[x] Eu já me perdi na minha cidade. 
[x] Eu vi uma estrela cadente. 
[x] Eu já desejei a uma estrela cadente. 
[ ] Eu vi uma chuva de meteoros. 
[x] Eu apertei todos os botões em um elevador 
[x] Eu chutei um cara onde dói. 
[ ] Eu fui a um cassino. 
[ ] Eu fiz pára-quedismo. 
[ ] Eu bebia um galão de leite inteiro em uma hora. 
[ ] Eu já cai de um carro. 
[ ] Eu fui esquiar. 
[x
] Eu conheci pessoalmente alguém da internet. 
[ ] Eu peguei um floco de neve na minha língua. 
[ ] Eu vi a aurora boreal. 
[x] Eu me sentei num telhado à noite. 
[x] Eu andei em um táxi. 
[ ] Eu vi o Rocky Horror Picture Show. 
[x] Eu comi sushi. 
[ ] Eu fiz snowboard. 
 
 HONESTIDADE 
[x] Eu fiz alguma coisa que eu prometi alguém que eu não faria. 
[x] Eu fiz alguma coisa que eu prometi a mim mesma que não faria. 
[x] Eu escapei de minha casa. 
[x] Eu menti para meus pais sobre onde estou. 
[x] Eu estou mantendo um segredo do mundo.
[x] Eu já enganei durante um jogo. 
[ ] Eu tenho defraudado em um teste.
[ ] Eu fui suspenso da escola. 
  
BAD TIMES 
[x] Eu já consumi álcool.
[ ] Eu bebo regularmente. 
[x] Eu não consigo engolir comprimidos. 
[ ] Eu posso engolir cerca de 5 comprimidos de uma vez sem problemas. 
[ ] Eu fui diagnosticado com depressão clínica. 
[ ] Eu fechei os outros para fora quando eu estou deprimido. 
[ ] Eu tomo / tomei  anti-depressivos. 
[ ] Eu fui diagnosticada com anorexia ou bullimia. 
[x] Eu dormi um dia inteiro
[x] Eu acordei chorando.
  
MORTE 
[x] Eu tenho medo de morrer. 
[ ] Eu odeio funerais. 
[ ] Eu já vi alguém morrendo. 
  
MATERIALISMO 
[ ] Eu tenho mais de 5 CDs de rap. 
[x] Eu tenho um iPod ou MP3 player. 
[ ] Eu tenho uma obsessão doentia com o anime / mangá. 
[ ] Eu tenho algo próprio da Hot Topic. 
[ ] Eu tenho algo próprio a partir de Pac dom. 
[x] Eu coleciono revistas em quadrinhos. 
[x] Eu faço coleções estranhas. 
[x
] Eu tenho algo autografado.

RANDOM 
[ ] Eu roubei uma bandeja de um restaurante fast food. 
[x
] Eu vejo notícias. 
[ ] Eu não mato insetos. 
[ ] Eu amaldiçôo regularmente. 
[x] Eu canto no chuveiro. 
[ ] Eu sou ativa mais de manhã. 
[ ] Eu pago o meu toque de telefone celular. 
[ ]
 Eu sou um fanático por esportes. 
[x] Eu giro meu cabelo.
[ ] Eu tenho “x” s em meu nome de tela. 
[x] Eu amo estar arrumado. 
[ ] Eu já copiei mais de 30 CD’s em um dia 
[ ] Eu sei cozinhar. 
[ ] Minha cor preferida é branco, amarelo, rosa, vermelho, preto ou azul. 
[x] Eu usaria pijama para ir a escola. 
[ ] Eu gosto de Martha Stewart. 
[ ] Eu sei como disparar uma arma. 
[x] Estou apaixonada.
[ ] Eu não gosto deste testes. 
[x] Eu rio das minhas próprias piadas.  
[x] Eu não consigo dormir se houver uma aranha no quarto. 
[x] Eu não consigo dormir se houver uma barata no quarto. 
[x] Eu sou muito delicada. 
[x] Eu amo chocolate branco. 
[x] Eu mordo minhas unhas. 
[x] Eu amo jogos de vídeo-game. 
[x] Eu sou bom em lembrar rostos. 
[x] Eu sou bom em lembrar nomes. 
[x] Eu sou bom em lembrar datas. 
[ ] Eu não tenho idéia do que eu quero fazer para o resto da minha vida

domingo, 24 de julho de 2011

Ah cara, eu to me sentindo tão mal com tudo.. não bem explicar o que é.
Eu sempre fui tudo o que eu podia pra ele. Eu me apeguei tanto. E a responsabilidade é minha.
Eu não entendo porque o estresso. Quando ha coisas tão mais simples a se fazer. Poderiamos não ser tido nada, mas eu tinha que bater no muro..
Estou fazendo tudo errado. Não sei por onde continuar.. ta dificil, ta complicado.
Eu não sinto ele perto de mim. É como se ele de alguma maneira muito dolorosa não me enxergasse. Eu gostaria muito que as coisas voltassem a ser como eram antes. Mas a gente muda, e não dá pra simplesmente voltar a ser como era. [Sera que tem mesmo que seguir em frente?]
As vezes eu fico tão desesperada - como agora -, mas eu tento me controlar o maximo para nao descontar em ninguem.
Eu não me arrependo de nada. Mas eu queria que tudo ficasse bem. Mas não ha como nada melhorar se eu nao buscar isso. E eu não posso. Eu não consigo. Sempre da tudo errado, sai pelo avesso.
Tenho esperanças que tudo se encaixe. Porque eu preciso dele. E ele não me deve nada,  mas não sou capaz de ir embora. Deisirrê Ramos.

sábado, 9 de julho de 2011

há muitas coisas, muitas pessoas, muitos momentos, muitos sorrisos, muitos abraços, muitos beijos, muitas brigas, muitas lagrimas, muitos objetos, mas que valor isso teria se essas coisas não me lembrassem você? . se uma dessas pessoas não fosse você? . se todos esses momentos não tivessem sido vividos com você? ; se todos esses sorrisos não fossem pra você? ; se todos esses abraços e beijos tivessem sido de outro/a? ; se essas brigas, em algum ponto, não fortalecessem nosso relacionamento? ; se as lagrimas não tivessem o valor que tem pelo motivo de lembrar você?
nada então seria importante, pois o que realmente importa é o quanto você marca a minha vida :$ [YN]
' esse, era pra lembra o nosso dia, a nossa data: 06/07.
pra gente, 1 ano e 10 meses! é! (:
obrigada por tudo meu amor (y), amo muito, muito você! s2'
________________________________________________________
fiz pra ele, coisas do orkut. só quis postar aqui! :]

domingo, 3 de julho de 2011

Oi, não sei ao certo o que vim escrever. Vou apenas escrever, pra tirar as ideias da minha cabeça. Se é que se pode dizer 'ideias'. Ou apenas, pensamentos. Independente de deifinir se bom ou mal ;s
Hum. Não sei o que anda acontecendo comigo. Quando eu deveria esta bem, eu me sinto mal! E quando era pra esta mal, eu tento ate conseguir melhorar. E consigo! Mas e porque, quando esta bem que fica mal eu não faço nada sobre isso? Ah, que NÓ!
Não sei! Credo, e porque eu só digo isso? Sera que não ha nada que eu saiba? Af, para de se fazer perguntar indiretas criatura!
Mas é verdade, eu ando assim agora. Mas e por que? Olha, viu só! Eu continuo fazendo a mesma coisa. Não dá. É bom, eu parar pra pensar. Calma.
Então.. Não sei mesmo, o que anda acontecendo comigo. Me sinto indisposta sempre, não tenho motivação. As vezes aparece uma alegria, minha nenem! Que linda ela é né?! E esperta, muito. Graças a Deus!
Mas eu to falando de motivação de verdade, pra estudar, buscar, aprender. Eu penso em tanta coisa ruim, tanta besteira. E é so eu pensar nela, em Beatriz, que tudo fica bem. Mas ainda assim falta alguma coisa, eu sei que falta. Pode ate ser que eu realmente não saiba o que é, ou saiba, so não queira ver.
Ando tão bloqueada pra escrever. Digo, escrever de verdade. Como antes, coisas boas, bonitas, de coração, do corpo, da alma.. Nada me vem. A não ser que eu fosse muito. Muito mesmo. E isso é ruim, eu também não sinto tanta vontade, nunca tenho disposição.
Ah, por que eu mudei? Por que sera que eu tive que mudar? Assim tudo seria como antes, ou tambem não faria sentido em alguma coisa? Realmente nao dá pra ser exata! Não mais.
Eu não vou tentar nada agora, nem melhorar o post. Estou um pouco exausta, acabo de chegar do cinema. Estava muito disposta a assistir o filme, mas a caminho, agora muito 'complicado' nao deixou. E por incrivel que pareça, eu nao sei o que é. - Deisirrê Santos Ramos Alves da Costa.

sexta-feira, 1 de julho de 2011

Já passei noites chorando, até pegar no sono. Mas já fui dormir tão feliz, ao ponto de nem conseguir fechar os olhos. (Desconhecido)

E se quiser saber pra onde eu vou, pra onde tenha sol é pra lá que eu vou
 Vamos fugir, desse lugar baby, vamos fugir (8
Qeum não se encanta por Charlie Brown.
A luz que me guia é mais forte que os olhos que me cercam! (Desconhecido)
''Posso ter defeitos, ficar ansiosa e irritada muitas vezes, mas não esqueço que a minha vida, é a minha maior empresa no mundo.. Ser  feliz é nao ter medo dos proprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um ''não''. É ter segurança para receber uma critica, mesmo que injusta. Pedras no caminho? Vou encontrar muitas! E guardo todas, um dia vou contruir um castelo.'' - Fernando Pessoa.

Coitados de voces, homens, que jamais saberão como é gostosa a sensação de sempre ter a preferência. Vocês que nunca poderão pôr a culpa na cólica ou na TPM; que jamais verão graça em perder um dia todo no shopping, só vendo as vitrines. Oh, homens, que não sabem como é revigorante falar sobre todo e qualquer assunto com suas amigas; que não têm ideia de como é traumatizante quebrar uma unha; não entendem, de verdade, como é triste acordar com o cabelo oleoso. Vocês, homens, tão ingênuos, nunca enfrentarão a indecisão na hora de escolher um esmalte. Não irão, nem ao menos, poder seduzir alguém fazendo somente um biquinho de birra. Homens, que acreditam ser superiores, nem sabem como é gostoso e, ao mesmo tempo, cruel estar sobre um salto agulha. Ficarão a vida toda sem saber como é bom ser abraçada por um homem alto e largo, com braços grandes e fortes.
Homens, meninos, caras, garotos... nunca, nunca entenderão quão importante é passar lápis nos olhos antes de sair de casa; quão triste o final de "O Diabo Veste Prada" realmente é; quão sexy um cara inteligente pode ser. Jamais terão ideia de como é legal não precisar atravessar a rua na faixa, já que alguns caras doentes param pra que você possa passar. Vocês, inocentes, que não imaginam quantas coisas descobrimos durante nossas conversas rotineiras de banheiro; que não sabem como é gostoso morrer de chorar com um pote de sorvete no colo. Homens que jamais poderão reclamar de um corte na perna feito pela gillette durante o banho; que jamais perceberão como é difícil entender um cara; que jamais poderão gritar ao ver uma barata ou qualquer outro inseto; que jamais, jamais mesmo, poderão ficar em casa só de baby look e calcinha. Vocês, machistas, que nunca sentirão a tão comentada, e totalmente feminina, dor da rejeição; que jamais saberão como é triste viver sendo paranóica, ciumenta e temerosa de ser substituída. Jamais esfregarão uma perna na outra, tentando afastar uma leve onda de excitação repentina; jamais saberão como é gostosa a sensação que te obriga a morder os lábios ao ver o peito nu de um cara gato; jamais entenderão o prazer existente que há em ler um romance. Homens, pobres homens, que não sabem, nem nunca saberão, como é gostoso chorar quando há um cara realmente preocupado contigo te abraçando; como é revigorante usar um vestidinho leve quando o calor está infernal; como é comum e extremamente natural o ato de chorar até dormir, molhando todo o travesseiro. Vocês, garotos, que nunca terão ideia de como nossos assuntos são interessantes e, mais do que isso: masculinos. Nunca poderão ficar o dia todo com as pernas cruzadas. Nunca poderão cantar loucamente, mesmo estando sozinhos, refrões como "HOW DO I GET YOU ALONE?!!!!" e, portanto, nunca entenderão como é gostosa a sensação de gritar enquanto se canta. Nunca poderão fazer vozes estranhas enquanto brincam um bebê ou um animal. Nunca, nunquinha, vão poder passar um batom básico porque acordaram com a boca sem cor, e, devido a isso, jamais saberão como é revigorante acordar dispondo de uma rica quantidade de batons - úteis ou não. Homens, simplesmente homens,
que jamais entenderão como é frustrante usar uma calça com a calcinha marcada; que jamais poderão sequer abrir a boca para reclamar sobre "dores abdominais", já que nenhum homem fala isso; que jamais poderão xingar outros homens que arrotam no meio das refeições; que jamais saberão como é gostosa a sensação de saber que o cara tá afim de ti e ficar somente provocando. Homens que nunca poderão reclamar de uma garota-sem-atitude; que nunca poderão fazer balé sem serem julgados; que nunca entenderão nosso mundo; que nunca entenderão que, para nós, coisas pornográficas (como revistas, filmes etc) são motivos de risos e não de... tesão; que nunca saberão como é bom ficar excitada sem aparentar. Garotos, coitados de vocês, que não podem bater na bunda de ninguém; que não podem falar sobre certos assuntos com seus amigos; que não entendem a graça fantástica por trás de "Romeu e Julieta" e acham que é somente mais uma mera história romântica barata. Pobres são vocês, homens, sempre tão garotos, que são completamente abatidos por uma gripe básica e dizem ser fortes. Oh, meninos, coitados, que têm que lidar com todos os pensamentos de garotas ao longo de suas vidas sem jamais conseguir entender um deles sequer. Vocês entenderiam se não fossem meros meninos. (Anonimo.)